Finanças Pessoais

Incluindo o IPVA nos gastos fixos mensais

Desde que  comecei a me interessar por  finanças pessoais, uma informação me chamou muito atenção: A inclusão de despesas que só acontecem uma vez no ano , mas que podem  entrar no planejamento mensalmente.
É natural (ou deveria ser) que nos organizemos para saldar os gastos que já são previstos mensalmente ( água, luz, supermercado, ensino, etc,etc).Mas existe aqueles valores que são anuais, como o IPVA e o SEGURO DO CARRO por exemplo.
Acho bacana a ideia de incluir estes valores nos gastos mensais, para que no mês de pagamento não seja necessário desembolsar um valor tão alto de uma só vez , parcelar ou usar o 13º salário para esta finalidade.
Tenho um carro popular e o IPVA é em torno de R$ 1.000,00 , dividindo este valor mensalmente , é necessário uma reserva de R$ 83,33 (em um período de 12 meses).

Olha só que confortável incluir está despesa como um gasto fixo mensal.
O mesmo pode acontecer com o seguro do carro, ou qualquer outra despesa que não seja necessariamente mensal , mas prevista.
Acho esta organização muito boa pois elimina o stress do ano novo.
Porque temos que estar incluídos nas estatísticas que  apontam para o fato de que as pessoas passam os primeiros meses do ano pagando este tipo de despesa?
Não acho que isto seja uma tarefa fácil, mas quero alcançar esta disciplina.
Tenho 50% do valor do IPVA para 2011.Não consegui fazer a reserva mensalmente, e por esta razão tive que economizar valores maiores para compensar os meses que não acumulei o dinheiro.
Não sei se conquistarei 100% do meu objetivo, mas isto não me frustra, estou começando e gosto de valorizar os primeiros passos, pois ninguem pode sair correndo sem antes aprender a andar e eu estou apenas engatinhando . Considero que  70 ou 80% de alguma coisa deve ser valorizado.
Com tudo isto, esta semana eu quase sucumbi. Me deparei com o desejo de usar este valor reservado para o IPVA, e usa-lo na compra de um presente para o meu marido. Viu? isto acontece mesmo!!. Cheguei ao ponto de pesquisar o presente, mas dei um tempo para o meu desejo e percebi, que não seria um bom negócio mudar os meus planos nesta altura dos acontecimentos.
“Faça coisas diferentes se quiser obter novos resultados. Se fizer o que a maioria faz, vai ficar como a maioria está: na corrida pela sobrevivência.”
Vale a pena continuar aprendendo. Você não acha?
Um abraço e até mais!!!!

8 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *