Educação Financeira Crianças

Quando os pais devem pensar sobre mesada?

A Educação Financeira para as crianças deve começar desde cedo. Assim, além da escola, os pais possuem um papel fundamental nesse processo. Mas, como os pais podem fazer isso? São várias as formas, uma delas é a mesada. Para os pais que ainda não disponibilizam esta ferramenta para os filhos, este período de volta às aulas é uma ótima oportunidade para avaliar a possibilidade. O educador Reinaldo Domingos, presidente do Instituto DSOP de Educação Financeira, dá algumas dicas com relação ao assunto.

A primeira dúvida em relação a esse tema é a idade com que a criança deve iniciar o contato com o dinheiro. Isso dependerá de cada caso, entretanto, a partir dos três anos, quando a criança começa a demonstrar desejos próprios, já é o momento de iniciar a analisar a melhor forma de inserir a educação financeira (não a mesada), mostrando o processo de troca do dinheiro por produtos.
Segundo ele, um ponto muito importante é explicar para seu filho por meio de conversas, jogos e brincadeiras, que nem tudo que ele quer ou assiste na TV é para ele comprar. É importante estimulá-lo a refletir e pensar sobre como utilizar dinheiro, priorizando os sonhos. Reserve as datas especiais (como o Natal, aniversário) para dar brinquedo à criança, isso evitará que ela queira tudo o tempo todo.
Depois desses passos, quando os jovens já estiverem acostumados com o contato com o dinheiro, já é a hora de progredir na educação financeira dos filhos começando a dar as mesadas. Contudo, cuidados devem ser tomados para que esse artifício realmente atinja sua finalidade.
— É importante definir qual a finalidade que a mesada terá, ou seja, qual o limite de dinheiro que essa criança irá administrar, e qual o prazo que receberá (geralmente, semanal ou mensal). Isso variará de acordo da finalidade do dinheiro em cada caso, desde para a compra de doces, revistas e figurinhas, ou até os jovens, que já estão mais avançados na forma de cuidar das finanças, que podem assumir o pagamento da escola e cursos que realizam — afirmou.
Segundo Domingos, a evolução do valor da mesada deve ser gradativa, sempre acompanhada de conversas que mostram a importância desse dinheiro e porque ele deve ser utilizado com responsabilidade. Também deve mostrar as crianças à importância de poupar parte para realização de pequenos sonhos, como o de guardar dinheiro por um período para compra de um brinquedo ou mesmo uma bicicleta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *