Finanças Pessoais

Finanças Pessoais organização necessária

Oie!
Estava eu, depois de algum tempo sem atualizar a minha planilha de controle de gastos, lançando os valores gastos nos últimos dois meses (que relaxo né?!).
Pois é! Parece incrível, o quanto temos que ser atenciosos e disciplinados com as questões relacionadas às finanças.
Eu não perdi o controle, mas não me sinto bem, ao ver tantos papéis a serem contabilizados a minha volta. Acho inadmissível que uma pessoa (como eu), que se presta ao papel de dizer que cuida bem de suas finanças, se deparar com tamanha desorganização.
Então, é isto mesmo, EU ESTOU ME DANDO UMA BRONCA (não preciso de ninguém para fazer isto).

Cheguei à conclusão de que com as mudanças que ocorreram em minha vida (me refiro à chegada da minha filha, e que apesar de ser uma única pessoa, o que realmente acontece são MUDANÇAS), preciso urgentemente criar maior disciplina na organização das contas.
Acontece que, ter os papeis fora de ordem, não implica apenas em desorganização física da papelada, toda esta bagunça gera também alguns gastos indevidos, como por exemplo: o uso do cartão de crédito.
Imagem: dreamstime
Eu não cheguei nem perto do limite do (único) cartão, mas mesmo assim, se eu estivesse mais organizadinha não teria sido necessário utiliza-lo. Então, neste exato momento, me levanto, paro de escrever e retiro “o dito” da minha bolsa (isto é sim um castigo).
Moral da história: com dinheiro não se pode vacilar um só instante.
A partir de já, irei me organizar melhor no controle dos meus gastos, preciso fazer muitas mudanças, e ainda não sei exatamente quais serão.
 
Quem precisa do início do ano para cuidar melhor de sua saúde financeira?! Eu é que não!
 
E você? Como anda o controle de suas finanças?Se por acaso você precisa tomar alguma decisão com relação a elas, não espere chegar Janeiro para fazer promessas de mudança, comece já!
 
Valeu gente!
Um grande abraço, volte sempre e traga mais amigos.

6 Comentários

  • Luciene

    Olá Dolar,
    É verdade, as planilhas ajudam muito, são indispensáveis. Eu não me separo delas, e para ter controle, não basta te-las é necessário estar em contato diariamente. Acho que as planilhas mostram um retrato de nossas finanças.
    Estou tentando modificar a maneira de usar o cartão de crédito, mas ainda tenho reservas.
    Obrigada por sua colaboração. Abraço!

  • dolar

    Nada como uma boa planilhazinha no excel para ajudar a controlar bem as finanças. Se todas as pessoas fizessem isso, muitas delas iriam se assustar com o que gastam durante o mês. Agora, sobre cartão de crédito, eu particularmente não gosto muito…

  • Luciene

    Colorada e Talita,
    Eu já havia percebido que poderia me beneficiar com o uso do cartão de crédito, até tentei usa-lo para meu benefício, mas não tive disciplina para isso.Agora me sinto mais encorajada.
    Esta semana saí disposta a utilizar o cartão, e quando abri a bolsa?! Surpresa! Ele não estava lá , pque eu o havia tirado.

    Talita, que maravilha hein! Vou seguir o seu conselho.
    Tenho muito medo da questão que vc citou:TIRAR DO FUTURO E COLOCAR NO PRESENTE, mas a sua estratégia de poupança é ótima.
    Vou me disciplinar. No meu caso, o meu cartão, é da seguradora do meu carro e os descontos, seriam na renovação do seguro, o que para mim já significa muito. Um grande abraço! E muito obrigada pela contribuição de vcs.

  • Talita

    Oi!

    Vou aproveitar o comentário acima para dar a minha opinião sobre o cartão de crédito. Eu concordo que os benefícios de pontos, milhas etc. podem ser atrativos e até muito úteis, mas não podemos negar que são igualmente perigosos para a maioria das pessoas.

    No meu caso, o que eu faço para não cair nas ciladas é ter na poupança a quantia do limite que pretendo / posso usar com o cartão de crédito. Assim, divido gastos sazonais como roupas, sapatos e eletrônicos – para citar alguns – por 12 e mando pra poupança um pouquinho todo mês. Quando preciso comprar alguma roupa já tenho o valor guardado para fazer o pagamento à vista (e com desconto!). Caso não queiram me dar o desconto, eu parcelo até onde puder sem juros enquanto aquele valor fica lá rendendo juros pra mim. Pra conseguir fazer isso tem de ser extremamente organizado porque se parcelou, todo mês tem de transferir pra conta corrente o valor exato da parcela para pagamento da fatura.

    No caso da gasolina e compras no mercado, eu também uso o cartão de crédito, e deixo na poupança o montante total que me permito gastar. O dia que eu quiser parar de utilizar o cartão de crédito, basta transferir o valor necessário para a fatura à conta corrente.

    O segredo dessa estratégia é não cair no engano de "tirar do futuro e colocar no presente". Em nenhum momento eu estou comprometendo o salário que ainda nem recebi. Eu parcelo tudo "para trás". Com isso, além de aproveitar os pontos que o cartão me dá, faço compras internacionais e sou isenta de anuidade porque utilizo meu cartão todos os meses!

  • colorada

    Olá,

    já pensastes que o cartão de crédito pode ser benéfico também? digo, lógico que não são "de graça" os benefícios, mas esses de pontos para milhas ou troca por produtos me parecem vantajosos. Se pagamos em dinheiro não temos isso, o controle até pode ficar melhor pois ali fica tudo anotado, enfim, com cuidado o cartão não é ruim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *