Educação Financeira Crianças

Envolvendo a criança nas decisões financeiras: Material Escolar

Eu tomo muito cuidado, na hora de comprar o material escolar. Sempre me incomodou os noticiários de telejornal, no mês de janeiro com aquelas entrevistas obvias de aumento de preço e lojas lotadas.
imagem: iStock
Então eu procuro, comprar com certa antecedência por uma questão de organização, conforto e economia.
Mas este ano eu notei que precisaria comprar poucos itens da lista, porque a maioria seria reaproveitado e por esta razão não antecipei a compra. Acabei comprando em uma loja pequena perto da minha casa. E sinceramente me arrependi, por que mesmo comprando poucos itens, acho que a conta ficou alta.

Como minha filha já tem 7 anos e meio, achei que seria bom ela participar de todo o processo  que envolve a compra e a organização do material.
Acredito que esta participação contribui para a criança ter contato  com o mundo das finanças, porque quando falamos em dinheiro, falamos de:
  • Consciência
  • Participação
  • Colaboração
  • Realização
  • Conservação entre tantas outras coisas.
Olhamos juntas toda a lista de material e ela mesma reconheceu os itens que poderiam ser reaproveitados.
Fez um único pedido: Que fossem comprados lápis de cor novos, (mesmo alguns ainda estando bons). Justificou dizendo que as cores preferidas estavam pequenas. Concordei.
Tomou a iniciativa de fazer as “etiquetas” manualmente . com suas póprias mãos. ,  🙂

 

Foi muito bom perceber que ela está desenvolvendo características como: Iniciativa, criatividade, comprometimento, persistência…e gente, isso tem tuuuuuudo a ver com dinheiro.















Lavou os estojos e ficaram novinhos em folha.

Ensinar a criança a conservar o material escolar é ótimo para o desenvolvimento da educação financeira. Se não precisa comprar coisas novas, sobra mais dinhierinho pra fazer outras coisas bem divertidas.
Afinal a ideia não é mostrar que não se tem dinheiro para comprar os “tão desejados materiais” mas , que se não há necessidade, podemos enriquecer o cofrinho para compras mais legais.
Nunca dei muita importância para a necessidade de itens com personagens , então compro papel de presente e encapo os cadernos.
Como ela reage? Com naturalidade. Sempre explico que os personagens estão nos desenhos para serem assistidos e não precisam estar em todos os lugares (é claro que ela tem algumas coisas com personagens, mas quando encarece muito, eu não compro mesmo).
Envolva seus filhos e familiares nas decisões do dia a dia.  Assim, a gente vai preparando eles para a vida.
Os pais e responsáveis , tem boa intenção em entregar tudo lindo pro seu filho, porém nem sempre isso ajuda no desenvolvimento deles.
Bora falar de dinheiro desde já.
Essa foi a minha experiência, se você tem alguma, eu gostaria muito de saber .
Volte sempre. Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *